Lixo nos Oceanos

Loading...

Atitudes Simples fazem a diferença

Oi pessoal nesta postagem trago uma informação importante. Vejam...

Lixo jogado nas ruas acentua poluição dos rios Tietê e Pinheiros em SP

300 toneladas de resíduos são coletadas todos os dias só com a varrição.
Algumas ruas da cidade chegam a ser varridas dez vezes diariamente.
Mais de um terço da poluição dos rios Tietê e Pinheiros vem do lixo que as pessoas jogam na rua. Em toda a cidade de São Paulo, o número de resíduos coletados é impressionante: são 300 toneladas todos os dias, apenas com a varrição das calçadas.
As 4 mil pessoas que participam da limpeza de 6 mil quilômetros da capital paulista encontram de tudo: pote de iogurte, fralda descartável, garrafa de água. O varredor Francisco Assis já encontrou R$ 200 no chão durante a limpeza. A campeã de sujeira, entretanto, é a bituca de cigarro.
E o lixo não está restrito à periferia. Em plena Avenida Paulista, cartão postal da cidade, é possível ver detritos espalhados pela calçada. Quando flagradas jogando lixo no chão, as pessoas desconversam, procurando desculpas. E boa parte da sujeira é encontrada próxima a lixeiras. “Se todo mundo jogar lixo [na rua] não vai adiantar dinheiro nenhum, prefeitura nenhuma para manter a cidade limpa”, disse o administrador José Geraldo Ubaldo. 
 No Centro da cidade, as ruas chegam a ser varridas até dez vezes por dia. “Vai tudo para os bueiros, fica entupindo, dando enchente, e depois ficam reclamando do governo”, disse o técnico de trânsito José Benedito da Silva.
Na região da Rua 25 de Março a questão do lixo é séria e precária. As barracas espalhadas pela rua ficam cercadas de lixo. Alguns ambulantes montam lixeiras improvisadas com sacos de lixo, mas não é o suficiente.
Para tentar agilizar o trabalho de limpeza, alguns varredores fazem uma adaptação de suas vassouras. José Geraldo Ferreira tira folhas de coqueiro para montar a sua, que fica bem maior e limpa um maior espaço em menos tempo. Mesmo assim, seu trabalho não é fácil. “Tem gente que joga lixo no chão quando estamos varrendo. E quando a gente reclama eles querem briga, então tem que deixar para lá.”
No fim, tudo é uma questão de educação. “Se a criança tiver uma boa educação ela não vai fazer isso na rua. Se os pais explicarem, falarem para colaborar na limpeza não vai acontecer isso nunca”, opina a auxiliar de limpeza Adriana Bertolli.
UMA SIMPLES ATITUDE PODE FAZER A DIFERENÇA, BASTA A EDUCAÇÃO PARA QUE OS ECOSSISTEMAS AQUÁTICOS FIQUEM EM PAZ. LEMBRANDO QUE DEPOIS ESTES RIOS DESAGUAM NOS MARES E OCEANOS FORMANDO LIXOES.

 VEJAM ESTE VIDEO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário